Porque só agora?

Na matéria Univille aposta em tecnologia (pg 12), publicada no dia 14/08 no Jornal A Notícia, o reitor da universidade, Paulo Ivo Koehntopp, afirma estar discutindo com o ministro Sérgio Rezende a possibilidade das licenciaturas serem custeadas por dinheiro público.

As minhas perguntas são: porque só agora? Há anos existem professores na instituição com essas idéias. Porque tão timidamente? Essa luta poderia ser, há tempos, uma grande mobilização de caráter municipal para a conquista de, ao menos, uma formação de professores gratuita, aumentando em muito o acesso ao ensino superior de qualidade. Essa lentidão ao trabalhar na defesa das licenciaturas é preocupante.