Very Important People

Eu estava fuçando Orkut alheio hoje, andando de um lado para o outro, até que cheguei a um álbum de fotos chamado “Festa V.I.P.”! Nesse momento algo me ocorreu: alguém já parou pra pensar na burrice enorme que é achar positivo estar em uma festa onde apenas um grupo seleto de pessoas pode entrar?

Claro que se você faz uma festa não é obrigado a convidar toda a cidade em que você mora, nem mesmo toda a sua gama de conhecido/amigos, mas não é desse tipo de festa que eu estou falando e, ao que parece, não é esse tipo de festa que o álbum se referia. Tratava-se de uma comemoração onde apenas os “melhores” poderiam participar, tornando se assim um atestado de superioridade o fato de ter fotos dentro do evento. Ou seja: eu fico feliz em poder provar que sou melhor do que os outros?

Tenho também um álbum chamado VIP, mas é no sentido de pessoas que são muito importantes para a minha vida, tendo assim fotos de momentos nossos nesse local. Mas o que me chamou atenção, e ainda estou refletindo sobre isso, é como as esferas do egoísmo, do preconceito e da discriminação são inúmeras e, às vezes, as tratamos com naturalidade e nem percebemos que as estamos legitimando.

Colocar-se como freqüentador de festas VIP é, de certa forma, uma violência contra as pessoas que não podem participar desses ambientes, pelos mais variados motivos. Assim, o grupo excluído, acaba assumindo para si uma inferioridade social que é transportada para outros momentos de sua vida. Essas pessoas podem chegar a acreditar não serem importantes suficientes para ter uma história, e muito menos força para poder mudar a sua história, mantendo estável essa estrutura social injusta em que vivemos. Uma mudança, muitas vezes, tem que ser muito maior do que aparenta.

4 comentários:

La garantía soy yo disse...

deixei comentário do texto anterior...

foradelugar disse...

eu não vip, mas voltei.

Cibel disse...

º i nu în acel album!

Alexandre Lemke disse...

Existe festa VIP? Sempre achei que VIP fosse um local da festa onde estivessem apenas os convidados "importantes".

A idéia de festa VIP não me entra na cabeça. Se eu convido alguém para uma festa, presumo que a pessoa seja importante. Teoricamente, toda festa com convite é VIP, não?