Mais que poesia

Perdão por insistir, mas há momentos que Galeano me emociona.


"Acreditávamos, acreditamos, que para não ser mudo é preciso começar por não ser surdo, e que o ponto de partida de uma cultura solidária está na boca daqueles que fazem cultura sem saber que a fazem, anônimos conquistadores dos sóis que as noites escondem, e eles, e elas, são também aqueles que fazem história sem saber que a fazem. Porque a cultura, quando é verdadeira, cresce desde o pé, como alguma vez cantou Alfredo Zitarrosa, e desde o pé cresce a história. A única coisa que se faz desde cima são os poços."

Texto na íntegra aqui.

5 comentários:

Maikon K disse...

o meu espírito punk para chocar a sociedade fez escrever uma letra.

Galeado fuck off!!!

Tuas palavras é para ricos metidos a esquerda
Tu não significa nada
Neander esteve ao teu lado e te ignorou.

Galeano,Galeano, galeano fuck off!!!

Culto a pobreza.
tão branco quanto um yanke
apologista de castro

Galeano,Galeano, galeano fuck off!!!

(tudo isso tocando com único acorde)

---

hahaha, piada sem graça de quem tá com sono.
abraço

Filipe Ferrari disse...

Cara, é muita imbecilidade na madrugada...

Neander disse...

Eu ri da piada.

Filipe Ferrari disse...

Sim, eu também.

Não me omito no quesito "imbecilidade", haha!

Mau Humor Zine disse...

vcs nao sabem nada de punk.